Abertura do 28º CIHAT debate sobre a importância do Turismo na economia brasileira

Compartilhar Artigo

Na solenidade de Abertura do 28º CIHAT, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, a tônica foi a importância do turismo na economia brasileira. Nesse complicado momento econômico que o país enfrenta, o setor é uma das principais esperanças de geração de empregos, renda e consequentemente impostos.

O secretário Roberto de Lucena, que estava na composição da mesa, citou que o turismo doméstico está crescendo bastante e aponta o motivo à oscilação cambial.

O Estado de SP marcou 42 milhões de turistas domésticos, sendo que a grande maioria é de turistas paulistas. Um outro motivo de aumento de turismo doméstico é o fato do Brasil ser distante dos destinos Emissores, como Europa e América do Norte (EUA) por exemplo.

O palestrante Roland de Bonadona deu uma breve descrição do perfil dos turistas brasileiros e da capacidade receptiva do Brasil como destino turístico e apresentou três propostas para três frentes para alavancar o turismo Nacional.

O primeiro ponto é modernizar a visão de turismo com a visível evolução comportamental do cliente. Bonadona disse que o turista de hoje não é o mesmo turista de ontem, e que isso se dá ao fato de que hoje, o turista está digital e conectado com o mundo todo, o que o torna mais poderoso na cadeia produtiva e novas gerações significam novos comportamentos.

O segundo ponto é que o Turismo deve se adaptar aos novos modelos de negócios como por exemplo o UBER e o Airbnb, e o terceiro, é uma integração e articulação de todos os setores de atividades que compõe o Turismo

Com o debate da mesa, composta por Nelson de Abreu Pinto, presidente da CNTur e da FHORESP, Michel Tuma Ness, presidente da FENACTUR e vice presidente da CNTur, Estanislau Bresolin, presidente da FHORESC e Vice Presidente da CNTur, o Secretário do Turismo de São Paulo, Roberto de Lucena, representando o governador Geraldo Alckmin, Virgílio de Carvalho, presidente do CODEFAT, o deputado Herculano Passos, presidente da FrenTur, Toni Sando, presidente do SPC&VB , o deputado Alex Manete, presidente de comissão de Turismo da Câmara, o diretor de marketing da EMBRATUR Sérgio Flores de Albuquerque e o professor Mário Beni, foi concluído que mesmo em crise, o Turismo Brasileiro ainda tem muito espaço e o turismo doméstico está em alta. Prova disso é achada nos dados da EMBRATUR, que apontam um aumento de 30% de turistas no verão de 2015/16 em relação ao período anterior.

Artigos Relacionados

Bares

MTE integra CNTur na CONAETI

MTE empossa novos membros da CONAETI e lança Manual de Perguntas e Respostas sobre Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador No Dia Nacional de