Em até três anos, São Paulo pode se tornar o principal destino turístico da América Latina

Compartilhar Artigo

De acordo com um estudo internacional da rede de cartões Mastercard, a cidade de São Paulo pode vir a se tornar o principal destino turístico da América Latina dentro de três anos. O levantamento, que analisa as tendências de viagem de mais de 130 cidades em todo o mundo, indica que a capital paulista, hoje a terceira metrópole que mais recebe estrangeiros na região, pode superar Buenos Aires, na Argentina, e a Cidade do México, firmando-se como o local mais visitado do continente em 2017.

Além de um destino de negócios, São Paulo tem se firmado como a capital latino-americana da cultura e da gastronomia. Foi sucesso de público no período da Copa do Mundo: recebeu mais de 540 mil visitantes (dados do Observatório do Turismo da SPTuris), de todas as partes do mundo, que vieram curtir os jogos na Arena Corinthians e desfrutar dos atrativos da cidade.

Desde 2011, São Paulo tem registrado um aumento constante em seu fluxo turístico e, no ano passado, mais de 2,4 milhões visitantes estrangeiros passaram pela capital, segundo o Índice Global de Destinos Urbanos.

A pesquisa realizada pela Mastercard aponta que, caso sejam mantidas as atuais tendências, esse crescimento, que em 2013 foi de 10,7%, ocasionará o reposicionamento da cidade, que passaria a ocupar a primeira colocação no ranking latino-americano de destinos mais visados.

Reconhecida internacionalmente como capital nacional dos negócios, São Paulo já é a cidade em que os turistas mais gastam dinheiro na América Latina: em 2013, a cifra alcançou a casa dos US$ 2,9 bilhões, ainda segundo o estudo da rede de cartões.

A única outra cidade brasileira a ocupar um lugar de destaque na lista dos principais destinos latino-americanos foi o Rio de Janeiro, que ficou com a 6ª posição, tendo recebido 1,4 milhões de estrangeiros em 2013. Veja abaixo o ranking completo:

Principais destinos dos turistas internacionais na América Latina:

1 – Cidade do México: 3,1 milhões.
2 – Buenos Aires: 2,6 milhões.
3 – São Paulo: 2,4 milhões.
4 – Lima: 1,8 milhão.
5 – San José: 1,4 milhão.
6 – Rio de Janeiro: 1,4 milhão.
7 – Bogotá: 0,9 milhão.
8 – Montevidéu: 0,7 milhão.
9 – Quito: 0,6 milhão.
10 – Caracas: 0,5 milhão.

Artigos Relacionados

Bares

MTE integra CNTur na CONAETI

MTE empossa novos membros da CONAETI e lança Manual de Perguntas e Respostas sobre Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador No Dia Nacional de