Facebook

O Projeto da Central Nacional de Reservas

Clique Aqui e cadastre seu hotel ou seu meio de hospedagem.

Nos últimos anos vêm aumentando o número de grandes corporações, na sua maioria multinacionais, aplicando volume expressivo de recursos financeiros em comunicação de massa e em tecnologias de venda de serviços à distância. Elas vêm conquistando fatias cada vez maiores do mercado de turismo brasileiro e têm levado as micro e pequenas empresas, notadamente de meios de hospedagem e das agências de viagens, a uma acirrada concorrência e à redução de suas margens por conta das taxas de intermediação.

Existem diversas iniciativas de pequenos empreendedores que têm lançado sites com ferramentas de reservas e vendas de serviços no turismo. No entanto, como não contam com a retaguarda e o apoio de uma instituição de abrangência e credibilidade em todo o território nacional, essas iniciativas não tem conseguido se firmar nesse mercado tão concorrido.

A CNTur, em parceria com o SEBRAE, selecionou, mediante processo seletivo aberto, uma das iniciativas existentes no mercado, aperfeiçoando a ferramenta tecnológica utilizada e está promovendo a adesão junto à micro e pequenas empresas do turismo brasileiro. Seu foco inicial é beneficiar pousadas e meios de hospedagem espalhados pelo Brasil, propiciando-lhes acesso ao mercado a custos mais competitivos, em comparação às taxas cobradas pelas grandes corporações.

Administrada pela Versare, a Central Nacional de Reservas opera com taxas de 5%, que se destinam exclusivamente à manutenção do sistema e investimento em marketing. Absolutamente nenhum percentual é repassado à CNTur. A ideia é estimular diretamente o mercado hoteleiro através da ampliação do fluxo de demanda gerado pelas centrais de reservas da internet, porém canalizando-o através de uma plataforma que ofereça aos hotéis a vantagem competitiva de baixas taxas, ao invés de praticar pressão por geração de demanda.